Fique por dentro das novidades!

Ticket médio: o que é, como calcular e dicas para aumentar o seu!


O ticket médio vai medir o comportamento e o potencial de compra dos seus clientes. Ou seja, quanto dinheiro eles estão dispostos a gastar com o seus produtos e serviços. Com esses dados, será possível realizar um diagnóstico completo da saúde financeira da empresa, e pensar nas estratégias de vendas e marketing.


O que é ticket médio e qual sua importância?


O ticket médio tem por objetivo calcular o valor gasto pelos clientes no seu estabelecimento em determinado período. Com isso medir a quantidade das suas soluções que estão realmente satisfazendo as necessidades do público-alvo. Embora o mais comum seja determinar um ticket médio de vendas geral para os produtos da sua loja, também é possível segmentá-lo de diversas formas. Calculando um valor único para cada vendedor, canais de venda, diferentes categorias de produtos ou serviços, ou somente para os pedidos grandes da empresa.


De acordo com Philip Kotler, referência nas áreas de Marketing e Economia, novos clientes custa de 5 a 7 vezes mais do que manter os atuais. Logo se você investe na melhoria daquilo que já oferece, poderá ter um maior faturamento com o mesmo custo de aquisição de clientes (CAC). Isso tudo sem nem precisar aumentar o número de vendas!


O ticket médio é essencial para que o gestor da empresa possa tomar decisões assertivas e baseadas em dados. Tendo como um guia tanto para avaliar se as ações presentes estão dando certo, quanto para planejar as próximas mudanças estratégicas. Mas agora vamos ver um pouco mais de perto como este conceito funciona na prática e de que forma ele deve ser analisado. 


Como fazer a análise do indicador do ticket médio?


Análise por comparação


É preciso chamar atenção ao fato de que o ticket médio, como muitas outras estatísticas da empresa, não deve ser visto isoladamente. É necessário sempre comparar com o histórico de vendas e com os concorrentes do seu ramo de atuação. 


Ou seja, de nada adianta constatar que o ticket médio de 200 reais deste mês está dentro das expectativas. Precisa observar que houve uma queda significativa ao compararmos com os 250 reais de alguns meses atrás, e que o seu concorrente direto está tendo praticamente o mesmo número de vendas, só que com mais produtos vendidos e maior valor agregado. 


Análise por contexto 


Essa métrica é altamente variável dependendo do tipo de negócio, e por isso deve ser entendida dentro de um contexto particular. Enquanto uma livraria pode ter um ticket médio de apenas 50 reais, uma concessionária talvez ostente o valor de 50.000. Isso não quer dizer que uma é mais lucrativa do que a outra, ok? 


Por isso, é importante o analisar ao longo do tempo (tendo em mãos os valores de diferentes períodos para observar se houve perdas ou evolução), e acompanhado de outras estatísticas do seu negócio, como custo do produto vendido, margem de lucro, quantidade de vendas, e custo de aquisição de clientes. O valor sozinho, portanto, não serve de muita coisa. 


Análise por período


Outro fator que pode influenciar na variação do ticket médio é a sazonalidade, pois já é sabido que determinados ramos do comércio lucram mais em momentos específicos, e apresentam baixo movimento no restante do ano. Em negócios muito oscilantes, chega a ser recomendado que o calcule semanalmente, já que as oscilações constantes nas vendas não seriam tão bem detectadas caso houvesse apenas um número para todo o mês.


 A dica, então, é realizar o cálculo periodicamente a fim de identificar essas sazonalidades, comparar com os valores antigos, e elaborar novas estratégias que possam aumentar o ticket médio e trazer resultados de faturamento mais animadores ao final do mês. 


Aprenda a calcular o ticket médio


O cálculo de ticket médio se baseia numa forma base, onde o faturamento total de um período é dividido pela quantidade total de vendas realizadas durante o mesmo tempo.


TICKET MÉDIO = FATURAMENTO NO PERÍODO / NÚMERO DE CLIENTES NO PERÍODO  


Para ficar mais fácil, confira um exemplo simples: uma empresa vendeu um montante de R$ 40 mil em um mês. Para atingir esse valor, esse negócio atendeu um total de 25 clientes. Veja como calcular o ticket médio do período exemplificado, seguindo a fórmula acima:


TICKET MÉDIO = R$ 40.000 (FATURAMENTO DO MÊS) / 25 (QUANTIDADE DE CLIENTES NO MÊS)


TICKET MÉDIO = R$ 1.600


Sendo assim, o valor médio de cada venda realizada pela empresa foi de R $1.600,00.

O ticket médio representa uma média do valor de cada venda, e não o valor exato, ou seja, mesmo que tenham ocorrido vendas maiores ou menores para cada cliente, o valor médio para chegar ao faturamento mensal, por cliente, é o que determina o ticket médio.


Como aumentar o ticket médio?


Como dissemos, o cálculo do ticket médio é uma maneira de determinar métricas de vendas, já que, a partir do número do ticket médio, as empresas podem estipular se precisam ou não melhorar seus resultados. 


Pensando nisso, é importante que os empreendimentos utilizem o ticket médio como impulso na criação de metas de vendas e faturamento sempre maiores, e nunca menores que a média.


Mas como aumentar o ticket médio da empresa, sem correr riscos? Veja a seguir cinco estratégias que podem te ajudar a aproveitar o resultado do cálculo de ticket médio.


Treine bem a sua equipe de vendas


Vendedores bem treinados geram resultados expressivos para seus empreendimentos, por isso, é fundamental que as organizações mantenham todos os profissionais envolvidos com vendas, como os de marketing, vendas e pós-vendas, sempre alinhados.


Além disso, é fundamental que os treinamentos sejam contínuos, pois, isso garante que os profissionais se empenhem mais em suas funções, e estejam sempre engajados em obter os melhores resultados.


Utilize técnicas de cross sell, up sell e up grade


As técnicas de cross sell, up sell e up grade, são ótimas maneiras de ampliar a receita das empresas, oferecendo vantagens para os consumidores, sem que com isso seja necessário aumentar o custo de aquisição desses clientes.


Claro que implementar essas técnicas exige conhecimento prévio, pois nem todo produto e serviço é complementar, ou serve de versão mais atual e tem relevância para os consumidores. 


Ainda assim, essas estratégias podem ser extremamente funcionais, e garantir que muitos clientes não optem em consumir dos concorrentes.


Ofereça brindes


Essa é uma tática antiga, e que ainda hoje dá muito certo quando o assunto é aumentar o número de tickets médios, isso porque, muitas empresas oferecem brindes para consumidores que comprarem a partir de um valor específico, isso ajuda para que o cálculo do ticket médio seja sempre positivo.


Estratégias de vendas alinhadas a brindes, como frete grátis, cupom de desconto, incentivos para apresentar amigos ao negócio, são formas simples e eficazes de criar relacionamento com os consumidores, e também os tornarem clientes fiéis.


Utilize um CRM  


Não é fácil colocar todas as estratégias apresentadas aqui em prática, pois, são muitas ferramentas, mas que quando alinhadas ao cálculo de ticket médio bem feito, podem resultar em um aumento de ticket médio expressivo.


Pensando nisso, é importante que as empresas alinhem essas estratégias ao uso de um bom sistema de CRM, que possa ser utilizado para ajudar seus negócios a criarem oportunidades de vendas.


Aumente o seu ticket médio com um software de gestão sob medida


Como falamos neste artigo, o ticket médio é uma métrica que não pode ser ignorada. E isso vale para todas as empresas, seja qual for sua atividade ou o seu porte.


Então, depois das informações passadas, vale ficar atento a um aspecto essencial dessa jornada: o correto diagnóstico das finanças e das vendas da empresa. Se você não monitora corretamente os números do negócios, não tem condições de melhorá-los, não é mesmo?


Por isso, nós da Bubbles Tecnologia, podemos desenvolver uma plataforma de gestão que conecta todas as áreas do seu negócio, acelera as rotinas operacionais, e, assim, facilita as vendas e a elevação do seu ticket médio. Tudo feito especialmente para a sua empresa e de acordo com suas reais necessidades!


Gostou das dicas? Deixe um comentário e compartilhe este artigo nas suas redes sociais.

Está gostando do nosso conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp